terça-feira, 20 de setembro de 2016

Você sabe a diferença entre arte sacra e arte religiosa?



Pietà (em português Piedade) de Michelangelo


Arte religiosa e arte sacra não têm o mesmo significado, pois uma obra pode ser produzida sob a inspiração divina, mas não ser voltada para o culto. Portanto, esta tem um destino concreto, o de servir a rituais litúrgicos. Jacques Maritain destaca a distinção, dentro da esfera da arte, da produção cristã e, inserida nesta, a atuação da arte sacra, através de elementos espirituais que compõem sua essência.


A arte sacra popular não apresenta formas lapidadas, enquanto a arte sacra clássica revela artistas com um talento sublime. A arte religiosa é um reflexo da essência humana, um processo interno do artista, sua imagem do amor divino. Ela é, assim, subordinada à religião institucional. A arte sacra está, portanto, impregnada dessas características, mas diferencia-se por ser imanente ao culto sagrado. Sua intenção é despertar nos fiéis emoções puras e singelas, revelar-lhes a visão do Paraíso ainda na Terra, um lampejo da perfeição. Mas estas obras, distintas das cristãs em geral, não devem chocar os frequentadores das Igrejas nas quais estão expostas, nem ferir suscetibilidades, muito menos criar controvérsias ou questionar dogmas e conceitos religiosos. Seus fins são estritamente pragmáticos.


fonte:http://www.infoescola.com/artes/arte-sacra/

segunda-feira, 28 de março de 2016

Retorno da Exposição 'Imaginário Restaurado da Antiga Catedral Senhor Bom Jesus de Cuiabá'


O Museu de Arte Sacra exibe novamente a partir dessa terça-feira (29/03) a Exposição “Imaginário Restaurado da Antiga Catedral Senhor Bom Jesus de Cuiabá”. 

Composta de oito imagens restauradas, sendo a mais antiga a de São Miguel Arcanjo em madeira, do século XVIII, são imagens de devoção que compunham os altares da catedral demolida em 1968. 

Efígies que nos remetem a um passado não muito distante, nas quais podemos sentir a fé e a devoção do artista no seu processo de produção, as imagens nos levam a crer na preocupação da sociedade católica do período em ornamentar suas igrejas com peças que demonstrassem suas devoções. Parte desse acervo é constituído de imagens pertencente à antiga Catedral do Senhor Bom Jesus de Cuiabá, peças em madeira e gesso que passaram por processo de restauro e que hoje fazem parte da Exposição “Imaginário Restaurado da Antiga Catedral Senhor Bom Jesus de Cuiabá”.  



sexta-feira, 18 de março de 2016

Exposição internacional de Mari Bueno pode ser vista até o domingo (20)



Última chamada para quem ainda não teve a oportunidade de visitar a nova exposição da artista plástica Mari Bueno. Depois de passar por museus de Portugal e Itália, e em cartaz no Museu de Arte Sacra de Mato Grosso desde janeiro, a exposição “Maria, Discípula Missionária” segue só até este domingo (20), e apresenta 31 obras em óleo sobre tela temáticas.

Em exibição, treze telas que retratam a vida de Maria, desde a anunciação até a coroação de Nossa Senhora como Rainha do Céu e da Terra, e outras 18 peças revelam como ela é vista por diferentes culturas de outros países.

“Maria, Discipula Missionária está em exposição em Cuiabá desde 14 de janeiro deste ano, mas circula por importantes espaços dedicados à arte com viés religioso desde de 2014. O Museu de Arte Sacra e Etnologia, de Fátima, em Portugal, foi o primeiro a recebê-la, em maio de 2014. Já em junho de 2015, as telas foram expostas na Basílica de Santo Ambrósio, durante a Expo Milano 2015, em Milão, na Itália. Logo, em setembro, chegaram ao Brasil para apreciação de visitantes da Basílica do Santuário Nacional de Aparecida, onde ficou até o final de outubro, período em que a exposição recebeu a visita de 120 mil devotos. Em novembro, foi a vez de Sinop.

Em Cuiabá, a mostra coroa um ciclo do projeto que cumpriu um de seus principais objetivos, o de ser um trabalho evangelizador e catequético. “Foi um circuito que começou em maio de 2014 em Portugal, passou pela Itália, esteve no Santuário da padroeira do Brasil e agora chega a Mato Grosso.

Desta forma, o público mato-grossense não só tem acesso ao acervo de outros museus que chegam a Mato Grosso via Museu de Arte Sacra de Mato Grosso, mas especialmente por conta deste espaço, pode apreciar também a produção regional que se adequa à temática religiosa com grande qualidade estética da arte.

O Museu de Arte Sacra de Mato Grosso funciona de terça-feira a domingo, das 9 às 17 horas e é administrado via contrato de gestão entre a Secretaria de Estado de Cultura e a Associação Casa de Guimarães.

A entrada custa R$2 de terça a sábado, aos domingos, entrada franca.

terça-feira, 8 de março de 2016

Dia das Mulheres

Entrada gratuita para todas as mulheres


Com o intuito de homenagear as mulheres no seu dia, o Museu de Arte Sacra de Mato Grosso não cobrará, nessa terça-feira (08), o valor da entrada para as mulheres, sendo totalmente gratuito.
Aproveite e faça-nos uma visita!

sexta-feira, 4 de março de 2016



O Museu de Arte Sacra MT agora está no twitter



A fim de expandir seu alcance virtual, o Museu de Arte Sacra de Mato Grosso, também
encontra-se agora no Twitter, além das outras tradicionais redes sociais, Facebook e Google+.


quinta-feira, 18 de fevereiro de 2016

Alteração no valor da entrada


 O museu de Arte Sacra de Mato Grosso informa a alteração no valor da entrada. O ingresso passará de R$ 4,00 para R$ 2,00, sendo que todos pagarão esse valor. Aos domingos, entretanto, a entrada será gratuita para todos.

Horários de visitação

Terça a sábado: 09h às 17h
Domingo: 09h às 13h

quinta-feira, 7 de janeiro de 2016

"Maria, Discípula Missionária" Exposição de Mari Bueno




A Exposição Maria Discípula Missionária, da artista mato-grossense Mari Bueno, reúne 31 obras na técnica óleo sobre tela, com duas abordagens: “A vida de Maria, da Anunciação à Coroação de Nossa Senhora como Rainha do Céu e da Terra” e “Nossa Senhora em dezoito países”, apresentando como ela é vista por pessoas de outras culturas e países.

A mostra já esteve no Museu de Arte Sacra em Fátima e no Museu da Misericórdia em Viseu, ambos em Portugal, e na Basílica de Santo Ambrósio, em Milão (Itália), além do Santuário da Basílica de Nossa Senhora Aparecida, localizado na cidade de Aparecida (SP). Agora a recebemos no Museu de Arte Sacra de Mato Grosso.

A artista se utiliza da Arte Sacra como instrumento catequético e com missão evangelizadora. Visa apresentar ao público, de forma cronológica, momentos marcantes da vida de Maria e os dezoito santuários nos países escolhidos, além das diferentes expressões e valores culturais da imagem de Nossa Senhora em outros países: a exemplo de Nossa Senhora Aparecida, do Brasil, os visitantes conhecerão mais sobre Nossa Senhora de Kasanskaya, da Rússia, Nossa Senhora de Dong Lu, da China, Nossa Senhora Beauraing, da Bélgica, entre tantos outros nomes que foram atribuídos à Santa em diversos lugares do mundo.

O Governo do Estado de Mato Grosso e o Museu de Arte Sacra se sentem honrados em receber a exposição “Maria Discípula Missionária” da artista Mari Bueno que se propõe a levar o visitante a uma reflexão e análise do papel do cristão como discípulo, missionário e seguidor dos passos de Maria.


Viviene Lozi
Diretora Executiva do Museu de Arte Sacra de Mato Grosso

sexta-feira, 11 de dezembro de 2015

Imaginário Restaurado da Antiga Catedral Senhor Bom Jesus de Cuiabá




A riqueza e diversidade do acervo do Museu de Arte Sacra de Mato Grosso nos permitem vivenciar a história da religiosidade mato-grossense desde o século XVII até o século XX. Parte desse acervo é constituído de imagens pertencente à antiga Catedral do Senhor Bom Jesus de Cuiabá, peças em madeira e gesso que passaram por processo de restauro e que hoje fazem parte da Exposição “Imaginário Restaurado da Antiga Catedral Senhor Bom Jesus de Cuiabá”.

Composta de oito imagens restauradas, sendo a mais antiga a de São Miguel Arcanjo em madeira, do século XVIII, são imagens de devoção que compunham os altares da catedral demolida em 1968.

Efígies que nos remetem a um passado não muito distante, nas quais podemos sentir a fé e a devoção do artista no seu processo de produção, as imagens nos levam a crer na preocupação da sociedade católica do período em ornamentar suas igrejas com peças que demonstrassem suas devoções.

O Museu de Arte Sacra abre as portas aos visitantes de parte da história e memória a partir de seu acervo, oferecendo o devido reconhecimento do valor histórico e de seus significados.

quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Oratórios


Em forma de pequenos armários chegaram ao Brasil com os primeiros navios portugueses, pela sua fé sentiam a proteção de seus santos de devoção os acompanhando nos pequenos altares. Durante a colonização seu uso se popularizou e se estendeu por todos os cômodos da casa, os oratórios domésticos provocaram a produção de pequenas imagens devocionais, a sua maioria foi feita com grande apelo simbólico para facilitar a identificação para o fiel.






quinta-feira, 3 de dezembro de 2015

SALA PAPA JOÃO PAULO II


Considerado um dos personagens mais emblemático do século XX, o Papa João Paulo II durante seu pontificado, um dos mais longos da história católica, proferiu mais de 20 mil discursos, fez mais de 100 viagens pastorais internacionais, além de ter sido assistido por mais de 18 milhões de pessoas nas audiências gerais. 

Chamado de “Papa Peregrino” foi recebido pela população mato-grossense no dia 16 de outubro de 1991, quando num calor de 41 graus desceu no Aeroporto Marechal Rondon e como sempre fazia beijou o solo.


A partir de 03 de dezembro de 2015, no Museu de Arte Sacra de Mato Grosso.